-->

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Acabei o Ensino Médio, o que eu faço?

Oi gente, tudo bem com vocês?

Esse é um assunto que martela na cabeça de muitas pessoas. Geralmente, o Ensino Médio é um berço de sonhos, de expectativas e de previsões para o futuro. No entanto, nem todo mundo tem em mente que rumo tomar quando essa etapa da vida chega ao fim juntamente com nossa adolescência. É importante pensar com calma nessas horas pois a pressão familiar é bem acirrada, todos querem dar palpite no que você deveria fazer, porém, nenhum deles estão pensando no que VOCÊ deseja e sim nos próprios sonhos frustrados deles ou nas profissões que vão te deixar rico mesmo que infeliz.

Eu por exemplo, já tomei muitos rumos para minha vida, odiava cálculos até a oitava série do fundamental (ou nono ano, como queira chamar). No entanto, conheci um professor no EM que mudou minha opinião, o jeito fácil que ele explicava as coisas, sempre me fazia relacionar cada conta a algo da natureza, do meu dia-a-dia e assim decidi ser astrofísica, na verdade não foi algo repentino, eu só não tinha me familiarizado ainda com os cálculos, desde criança sempre me interessei pelos astronautas, pegava caixotes e ferramentas e construía "naves" que em minha imaginação iria sair voando por aí (sim, mente fértil de quem assiste Star Wars) então, começou as complicações: No Brasil, hoje, infelizmente não há um mercado muito atrativo para essa área, o caminho seria muito mais árduo e penoso, aqui não temos CERN, não temos NASA, etc. um dos caminhos seria o ITA mas fui me desestimulando.
Então, comecei a trilhar um novo caminho, próximo à física e à matemática, decidi entrar no mundo das engenharias, o que implicava novas decisões (até onde tinha visto, havia 32 tipos de engenharia): Qual das engenharias devo escolher? Após muito pensar, abandonar, escolher, trocar, me apaixonei pela Engenharia Naval. E agora? Onde oferece tal curso? Aqui em meu Estado o curso só tinha na UFPE em Recife, eu como sou do interior enfrentei a realidade de meus pais.

Uma família do interior, com dívidas para pagar, não tinha condições de bancar uma casa e todas as despesas em uma capital como Recife, logo vi meu sonho desmoronar, porém, eu tinha uma segunda opção - Engenharia Civil. É aí que eu falo com vocês, se você quer decidi um futuro envolvido com o Ensino Superior, tenha em mente mais de uma opção, que claro, tenha haver com o que você gosta.

Porém, se seu coração não está ligado à Universidade, pense novamente, há o SENAI, CENATEC, etc. cursos técnicos que são mais práticos do que o caminho universitário e que te preparam para um amplo mercado. Agora, se você tem uma condição financeira muito boa (o que não é o caso da maioria) pode vim em mente ao invés de um compromisso com os estudos, um intercâmbio, conhecer o mundo, viajar, isso pode vir de graça pra quem opta pela primeira opção, apesar de ser mais difícil e existir a concorrência.
Mesmo assim, se você não quer enredar pelos estudos, é bem provável que o futuro seja incerto, as empresas exigem cada vez mais pessoas capacitadas e seus responsáveis não podem te bancar a vida toda. Uma alternativa seria começar o próprio negócio, se é esse o seu sonho, hoje, o mundo precisa de jovens com boas ideias e soluções, sigam como exemplo o Steve Jobs que largou a faculdade e fez o que fez.


Então é isso pessoal, pensem com calma, escolham qual caminho seguir, arrisque, supere ou contorne os obstáculos tendo em mente sempre seus objetivos, sempre tenha cuidado para não fazer a vontade (desde que não seja incapacidade financeira) de seus pais e acabar passando o resto da vida: Ahhh se eu tivesse feito isso, ahhh se eu tivesse feito aquilo...

E então, o que você tem em mente? Conta pra gente nos comentários, não esquece de seguir o blog, só assim você ficará por dentro de todas as nossas atualizações! Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário